10 dicas para melhorar a autoestima e se sentir mais confiante no dia a dia

Na atualidade, o pensamento sobre nossos próprios corpos e mentes está muito mais presente, nos fazendo refletir e entender como podemos ser mais felizes. Pensando nisso, nossas 10 dicas para melhorar a autoestima vão te ajudar a encontrar mecanismos para ter mais amor próprio no dia a dia.

Vamos lá?!

O que fazer para melhorar a autoestima?

O que fazer para melhorar a autoestima?
O que fazer para melhorar a autoestima? – Reprodução

Existem atitudes imediatas que você pode tomar, que a longo prazo, irão auxiliar na elevação da sua autoestima e percepção real da sua imagem, evitando distorções e frustrações.

São elas:

  • Prática de atividade física: melhora da saúde física e psicológica;
  • Livros de autoajuda: já que eles contêm ensinamentos muito úteis e alargam sua visão sobre si mesmo;
  • Identificar seu estilo próprio: se vestir da maneira que se sente confortável e com roupas ideais para seu tipo de corpo;
  • Estar com pessoas que gostam de você do jeito que você é!

Veja mais no tópico com nossas 10 dicas para melhorar a autoestima.

Como melhorar a autoestima feminina?

O padrão sobre o corpo feminino é absurdamente cruel. Ele diz que a mulher deve ser magra, atraente, feminina e outros elementos que, quando realizados com sutileza são vistos como insuficientes, e se são demasiados são vistos como vulgares.

Nesse sentido, a sociedade é maldosa com as mulheres e está sempre apta a criticar seus corpos. Então, para melhorar a autoestima feminina, a mulher deve entender os mecanismos da indústria da beleza e identificar como se afastar dessas expectativas e padrões.

Você pode descobrir um universo interessante, a respeito desse tema, a partir do livro O Mito Da Beleza, de Naomi Wolf.

Como adquirir autoestima a partir de 10 hábitos que elevam a autoestima?

Como adquirir autoestima a partir de 10 hábitos que elevam a autoestima?
Como adquirir autoestima a partir de 10 hábitos que elevam a autoestima? – Reprodução Pixabay

Dica 1. Elimine a culpa

A culpa é um sentimento sorrateiro, que pode estar ancorado no passado, presente, e, até mesmo, no futuro. Isso porque nós tendemos a nos culpar pelo que já fizemos, o que estamos fazendo, nesse momento, e como isso pode nos afetar futuramente.

Eliminar o sentimento de culpa irá te ajudar a entender que nem tudo está sob seu controle, melhorando consideravelmente sua autoestima.

Procurar se conhecer melhor, e identificar seus pontos fortes e fracos, reduz a culpa que você sente por determinadas ações, que, na maioria das vezes, não são de sua responsabilidade!

Dica 2. Não se compare com os outros

A segunda das 10 dicas para melhorar a autoestima, é essencial para uma vida com mais amor próprio! Isso porque, a comparação que fazemos hoje em dia está baseada, muitas vezes, em mentiras.

Vemos pessoas felizes e realizadas nas redes sociais, quando, na verdade, essas pessoas estão mostrando uma mentira, cheia de fotoshoping e enganação. Por isso, lembre-se que cada um tem seu valor e que todos passam por problemas.

Foque na sua vida e nas suas conquistas, porque, no fim do dia, será apenas você contra você mesma!

Dica 3. Não generalize suas experiências

Cada momento vivido na sua existência traz um ensinamento e te marca profundamente. Por isso, tenha o seu passado como lugar de referência e não de permanência. Dê valor para o que você viveu e aprenda com os erros, acolha os seus sentimentos, sejam eles bons ou ruins e evolua!

Dica 4. Confie em si mesmo

A quarta, das nossas 10 dicas para melhorar a autoestima, é algo que só é possível através de muito autoconhecimento. Assim, nada melhor que um profissional capacitado, como um psicólogo, para te ajudar a ver sua vida sem filtros, por outros pontos de vista.

Isso te ajudará a entender melhor porque você age como age, e de que formas pode aprender a confiar em si mesma, nas suas ações e intuições.

Dica 5. Seja compreensivo com seus erros

A quinta dica das 10 dicas para melhorar a autoestima é fundamental, já que os erros nos constroem como pessoas e são símbolos de grande coragem. Assim, errar é completamente normal e saudável, e você não deve esquecer que sempre terá a chance de tentar outra vez!

Dica 6. Entenda o que funciona para você

Conhecer a si mesmo pode te libertar. Por isso, a nossa sexta das 10 dicas para melhorar a autoestima é sobre descobrir o que te faz feliz! Então, comece hoje a identificar o que te faz sentir mais bonita e valorizada e se esforce para colocar isso em prática.

Dica 7. Seja sincero consigo mesmo

Acolha as suas fraquezas, entendendo que ninguém é um super-herói e que existem pontos a serem melhorados em todas as pessoas. Da mesma forma, perceba seus pontos fortes, dando valor a eles. Ser mais sincero consigo mesmo vai te ajudar, inclusive, a impor limites necessários a outras pessoas.

Dica 8. Exerça a gratidão

Se você parar um tempinho para observar ao seu redor, vai encontrar muitas coisas incríveis que fazem parte da sua vida, mas que você tem deixado de lado. Então, lembre-se de exercer a gratidão, pois esse sentimento positivo vai fazer você se sentir muito mais amado.

Dica 9. Comemore suas vitórias

A nona das 10 dicas para melhorar a autoestima é uma ferramenta muito potente! Isso porque, comemorar grandes, médios e pequenos feitos, irá te mostrar o quanto você é capaz. Por isso, lembre-se de celebrar, já que a vida passa muito rápido.

Dica 10. Viva no presente

O único controle que nós temos sobre o futuro está no agora! Pensando nisso, destacamos a importância de viver no presente, aproveitando os momentos e construindo boas memórias.

Viver no futuro pode te deixar frustrado e, até mesmo, desencadear uma crise de ansiedade. Então, nada melhor que colocar a última das 10 dicas para melhorar a autoestima em prática, e ser verdadeiramente feliz consigo mesmo!

Como melhorar a autoestima e o amor próprio?

A forma mais potente de melhorar a autoestima e o amor próprio, a partir das nossas 10 dicas para melhorar a autoestima, é através do autoconhecimento!

Assim, ao realizar uma revisão dos seus objetivos, vivências e sentimentos, você se torna capaz de compreender o que te motiva, te desestimula, causa gatilhos emocionais ruins e te deixa feliz.

A partir disso, fica mais fácil construir ferramentas para lidar com as emoções, consequentemente, reconhecendo seus méritos e valores, o que eleva a sua autoestima e autopercepção e deixa a vida mais leve.

Deixe um comentário